Os presidentes da Casa de Salusse


Fundada em 1947, a Academia Friburguense de Letras foi idealizada por duas figuras atuantes do setor cultural da época: Messias de Moraes Teixeira e Rudá Brandão de Azambuja. A eles juntaram-se outros respeitados intelectuais daquele período para criar a associação, que hoje é uma referência na cidade. 

Desde a primeira reunião, realizada ao ar livre, em plena Praça 15 de Novembro (atual Getúlio Vargas), até os dias de hoje, a Academia vem cumprindo com a proposta de incentivar a atividade literária, educativa e cultural da cidade. Também conhecida como a Casa de Julio Salusse, a entidade reúne atualmente cerca de 40 membros. São escritores, poetas, jornalistas, professores e profissionais liberais do município que emprestam seu talento às reuniões e eventos promovidos na casa.

Ao todo, foram 21 presidentes, desde sua fundação. A relação destes notáveis segue abaixo em ordem cronológica:

1º. – Oscar Goulart Monteiro

2º. - Messias de Moraes Teixeira

3º. – Rudá Brandão Azambuja

4º. – José Côrtes Coutinho

5º. – Daniel de Carvalho

6º. – Altino Costa

7º. – Juvenal Marques

8º. – Humberto El-Jaick

9º. – Augusto Cláudio Ferreira

10º. – João Baptista De Moraes

11º. – Antônio Vitiello

12. - Hélio de Albuquerque de Lima Júnior

13º. – Élio Monnerat Solon de Pontes

14º. – Luiz de Gonzaga Malheiros

15º. – Dilva Maria de Moraes

16º. – Maria José Braga


18º. – Antônio Francisco Co Furtado do Amaral

19º. – Augusto Carlos Curvello de Muros


Nenhum comentário:

Postar um comentário